sábado, 24 de janeiro de 2009

Deputado Federal Arlindo Chinaglia comenta sobre diversos assuntos



Caros Amigos,





O presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia, esteve visitando a cidade de Penápolis na manhã desta sexta-feira, 23. Na última quinta-feira, 22, o deputado esteve na cidade de Luiziânia, onde foi recepcionado por Rogelio Cervigne Barreto, prefeito da cidade. Outros prefeitos estiveram prestigiando a visita de Chinaglia, como Ilson Peres Tome, o Piazza, de Alto Alegre, Heitor Verdú de Braúna e Walter Rodrigo da Silva, de Queiroz.


O encontro em Penápolis aconteceu por volta das 11h, onde foi recepcionado pelo prefeito João Luis dos Santos e demais secretários e correligionários em seu gabinete. O objetivo da visita a cidade, segundo explicou o deputado, é dever de todo parlamentar de ter conhecimento do seu Estado e regiões, o que ajuda no próprio trabalho. “Viajei para muito pelo país e até mesmo pelo exterior, tendo poucas oportunidades de poder estar visitando as cidades do interior. Esta visita tem como objetivo retomar este contato e na medida do possível procurar ajudar as administrações”, afirma.


Câmara

Dentre os assunto abordados durante a entrevista, Chinaglia fez uma avaliação sobre seu mandato de dois anos como presidente da Câmara dos Deputados. “Foram anos de intenso trabalho, votando em projetos muitos importantes, como por exemplo, a Lei da Adoção, a Convenção da ONU para pessoas deficientes, ampliação da Licença-Maternidade, entre outros”, destaca.


No ponto de vista econômico, o deputado lembrou que todas as proposta do PAC (Programa de Aceleração ao Crescimento) foram aprovadas em tempo recorde, a nova lei do salário mínimo e a Lei Seca, que na opinião do parlamentar, foi iniciativa da Câmara dos Deputados está salvando vidas. “Na verdade, esta lei foi a Câmara que produziu, visto o governo ter mandado uma medida provisória que apenas proibia a venda de bebidas alcoólicas nas estradas federais, mas a pessoa poderia sair de sua própria casa embriagada ou poderia sair com seu carro cheio de bebidas”, enfatiza.


Na parte administrativa, a economia chega em torno de 74 milhões que seriam pagos em horas-extras, sendo negociada a folha de pagamento, arrecadando 227 milhões do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, o que irá permitir que seja feita a construção de dois anexos e o aumento do estacionamento. Sobre a sua sucessão como presidente da Câmara, Chinagila informa que seu apoio será para o deputado Michel Temer, do PMDB.



Crise Mundial

Com respeito à crise econômica mundial, que vem atingindo o cenário brasileiro, em especial as cidades do interior, o deputado explica que a crise chegou atenuada em nosso país. “Todas as propostas feitas pelo Executivo, foram discutidas e aprimoradas pelos deputados, sendo feitas reuniões com os ministros, a fim de discutir as ajudas que poderiam ser feitas. Tudo aquilo que estava ao nosso alcance já foi realizado.


Caso seja necessário, poderá ampliar os programas sociais como Bolsa Família para socorrer as famílias mais carentes”, diz. A esperança é que as medidas que o governo vem tomando, faça sair mais rápido possível desta crise econômica. Sobre o aumento do número de vereadores nos municípios, Chinaglia afirma que quando o Tribunal Superior Eleitoral diminuiu o número, fez isso de forma linear. “Isso criou uma representação desproporcional, sendo aprovado um novo número de vereadores mais ao mesmo tempo a redução dos gastos da Câmara”, finaliza.


Hoje, as Câmaras de Vereadores podem gastar até 8% da receita líquida. O projeto, ao chegar no Senado, que passou todo o período sem votar, aprovou o aumento do número de vereadores na última sessão de madrugada, sendo que rejeitou a redução dos gastos das Câmaras. “Se tivesse aumentado no tempo certo, muitos que não foram candidatos teriam seu lugar, sendo que os suplentes nem poderiam assumir.


Caso tivesse feito essa nomeação que o Senado tentou fazer, com certeza o Tribunal Superior Eleitoral não autorizaria e chamaria a atenção tanto do Senado como da Câmara dos Deputados”, conclui. De Penápolis, Chinaglia seguiu para Araçatuba, acompanhado daquela cidade pelo prefeito Cido Sério (PT).

3 comentários:

Clemerson Mendes disse...

Aowww meu rapaz, tá importante hein!!
Hheheehhe

Diego Fernandes disse...

Opa!!!! Esse é o cara da reportagem! Parabéns, ótima matéria Ivan!

Natalí disse...

Olha só que rapaz importate!!!!!!!!!

Ivan, se blog está show... continue assim!!! Vc tem muito talento!


Bjs bjs