sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

A crise mundial chegou em Penápolis



Caros Amigos,





Os efeitos da crise econômica mundial que começou em setembro do ano passado começaram a atingir as indústrias instaladas em Penápolis. No último dia 15, a empresa Midori Atlântica Brasil Industrial Ltda, anunciou algumas medidas na reestruturação da composição do quadro de funcionários, demitindo 96 trabalhadores do setor de produção da empresa.


Conforme explicou Massuhiro Yassunaga, gerente da Atlântica, o principal motivo das demissões em virtude da crise, tem como foco principal à redução nos pedidos das empresas automotivas e de autopeças, que adquirem os materiais fornecidos pelo curtume. “Tínhamos cerca de 470 funcionários. Com estas demissões, reduzimos em 20% o quadro dos trabalhadores”, comenta.


Outro ponto destacado pelo gerente é a previsão de que até a próxima semana, estas montadoras retomem suas atividades e realizem grandes pedidos para que não haja mais cortes ainda. Com estas demissões, a empresa conta agora com 374 trabalhadores. Além de Penápolis, as unidades da Atlântica, especializadas na fabricação do couro cabeira para sapatos de segurança, instaladas nas cidades de Alto Alegre, Barbosa e Clementina, também sofreram uma redução no quadro de funcionários esta semana, totalizando 160 trabalhadores demitidos.


Em nota divulgada para a imprensa, assinada pelo diretor presidente da indústria no Brasil, Kenichi Hayashi, com a ocorrência da crise financeira hipotecária nos Estados Unidos que ocasionou a falência da Lehmon Brothers no ano passado, acabaram influenciando na queda brusca de consumo no mundo inteiro, fato este nunca antes presenciado nos últimos 100 anos, atingindo o setor automotivo, no qual a empresa tem os principais clientes, sofrendo impacto com a queda brusca no potencial de compra do setor.


Ainda de acordo com a nota, comparando as quantidades produzidas pelas montadoras na mesma época em relação ao ano anterior, nos Estados Unidos e no Japão, houve uma redução de 50% e 40% na Ásia. Não somente as indústrias automotivas, mas também as indústrias de autopeças, como ação para enfrentar esta crise mundial repentina, estão praticando a redução da capacidade da empresa, se preparando rapidamente para a redução drástica dos seus estoques e elaboração.


“Com esta redução repentina de estoques e elaboração, a Midori Atlântica no 1o e no 2o trimestre de 2009 sofrerá uma redução acentuada nos pedidos em carteira, onde infelizmente somos obrigados a reestruturar a composição do nosso quadro de funcionários”, enfatiza a nota. Para finalizar, a diretoria ressalta que a intenção da empresa é desenvolver ações junto com o município, na busca de novos pedidos, desenvolvimento de novos produtos e novos mercados. “Assim que melhorarmos, estaremos chamando de volta estes trabalhadores demitidos”, finalizou Yassunaga.

Um comentário:

blogdozemarcos.com disse...

::: Olá, Ivan. Parabéns pelo blog, muito informativo, com belos textos, amigão! E obrigado pela força de sempre. Já encomendei a sua camiseta, viu. Chega na quarta-feira. Abração!