quinta-feira, 10 de julho de 2008

Luizão: da defesa nos campos à segurança das motos


Caros Amigos,


Quero destacar esta matéria feita pelos alunos Ronaldo Ruiz, Cláudio Henrique, Ivan Ambrósio e Kauê Ferraz, do 5º Semestre Jornalismo Noturno do Centro Universitário Unitoledo, destacando esta pessoa humilde e brilhante que é o Luizão.


Quem transita pela calçada do Unitoledo, pode ter visto ou até conhecer uma figura muito popular entre os universitários, em especial dos que possuem motocicletas. A maioria dos estudantes apenas o conhece como segurança, mas desconhecem sua história de vida.

Luiz Carlos Adão Camilo, 49 anos, popularmente chamado de "Luizão", há sete anos exerce a profissão, dos quais três são dedicados a vigiar as motocicletas dos universitários que optam por estacionar o veículo no bolsão em frente à instituição. Segundo Luizão, os próprios alunos o indicaram para o ofício, devido ao grande número de peças de motos furtadas no local: "Antes, eu era vigia em outra faculdade. Com o aumento expressivo de furtos em motos, os alunos que me conheciam indicaram meus serviços para a direção desta instituição", explica.

O seu expediente é de segunda a sexta, das 18h às 23h, onde o maior movimento é concentrado no período de chegada dos estudantes. Além dos serviços prestados ao Unitoledo, ele trabalha como segurança em eventos na região. Luizão cita histórias interessantes ao longo deste tempo de profissão, entre elas estão algumas prisões e acidentes dos quais foi testemunha.

Mas o fato desconhecido perante a maioria é que ele já foi jogador de vários clubes profissionais de futebol. Luizão jogou em vários times do interior paulista, como Jalesense, Olímpia e a Associação Esportiva Araçatuba, a AEA, além de Goiás, pelo Atlético Goianiense, atuando sempre na posição de zagueiro. Mesmo não sendo uma posição muito favorável, ele marcou oito gols, finalizando de cabeça as cobranças de escanteio.

Foi justamente o futebol que trouxe Luizão, aos 18 anos, para Araçatuba. Nascido em Santa Fé do Sul, em 1978 veio jogar no AEA, e em sua carreira conquistou títulos importantes. O maior deles foi o acesso para a primeira divisão do futebol paulista com o Olímpia Futebol Clube, em 1988. "Uma das maiores emoções que obtive como jogador profissional foi jogar no Estádio Serra Dourada (GO) lotado, deu até um arrepio", lembra.

Porém, em 1992, por motivos de contusão, Luizão abandonou em definitivo seu grande objetivo de se tornar um jogador com mais destaque. Foi neste ano, então, que durante um trabalho como segurança em um carnaval de salão local, decidiu seguir esta função. "Os amigos me indicaram e, com o meu porte físico, acabei me encaixando bem nesta profissão", diz.

Ele afirma sentir orgulho desta nova fase de sua vida, resumindo-a em uma frase: "Hoje sinto uma grande emoção. Nestes anos como segurança, fiz muitos amigos, e o mais importante é que há muito tempo não há registro de furtos por aqui", conclui.


Matéria e foto publicada no blog de jornalismo: http://www.jornalismounitoledo.zip.net/

Um comentário:

Blog do Cláudio Henrique disse...

A materia ficou demais cara. Porque fazemos tudo com dedicação, e esta união so rende excelentes trabalhos. Abraços, amigo