terça-feira, 25 de novembro de 2008

CBN: A rádio que toca notícia



Caros Amigos,



Em mais uma postagem sobre o rádio, um dos meios de comunicação no qual faz parte de muitas pessoas, destaco outra emissora de rádio onde como o próprio slogan diz é a rádio que toca notícia. Com um grande jornalismo, a rádio CBN vem ganhando o carinho dos ouvintes onde boa parte de seus programas são jornalísticos.


A Central Brasileira de Notícias (CBN) é uma rede de rádio brasileira, pertencente ao Sistema Globo de Rádio. Foi criada em 1º de outubro de 1991, como projeto de rádio all-news, ou seja, com programação jornalística 24 horas por dia. Atualmente, a CBN possui cinco emissoras próprias, sendo em São Paulo, nas freqüências 90,5 FM e 780 AM, no Rio de Janeiro, nas freqüências 860 AM e 92,5 FM, em Brasília, na freqüência 95,3 FM, em Belo Horizonte, na freqüencia 106,1 FM e a recém adquirida em Curitiba, na freqüência 90,1 FM. Possui também cerca de 24 afiliadas no Brasil.


Alguns dos principais âncoras da CBN são Carlos Alberto Sardenberg, Heródoto Barbeiro, Milton Jung, Adalberto Piotto e Juca Kfouri, entre outros. A rede emprega mais de 200 jornalistas e tem como público-alvo de sua programação os ouvintes brasileros das classes A e B, acima de trinta anos de idade e economicamente ativos (trabalhadores). Já no início de sua trajetória, a CBN esteve presente na conferência Rio-92. Produziu flashes ao vivo a partir de um estúdio montado no Riocentro - sede dos principais eventos, além de transmitir boletins diretamente do Parque do Flamengo, onde foram montadas as tendas do Fórum Global.


Ainda durante o ano de 1992, a CBN acompanhou momentos decisivos da política do país, transmitindo os depoimentos na "CPI do PC Farias", como o do motorista Eriberto França, uma das principais testemunhas do caso que resultou na renúncia do presidente Fernando Collor.
Os melhores momentos dos jogos que levaram o Brasil ao tetracampeonato da Copa do Mundo em 1994, também foram transmitidos ao vivo pela CBN, emocionando todo o país. Em São Paulo, a emissora operava somente em AM, ganhando a partir de novembro de 1995 um lugar no dial das FM, o que lhe rendeu a menção honrosa por ser a primeira emissora jornalística em FM da cidade pela Associação Paulista de Críticos de Arte. A Associação também escolheu a CBN como a de melhor cobertura jornalística de 1996.


O ano de 1997 marcou uma nova fase da CBN. Uma grande reformulação em sua grade de programação veio para reforçar o conceito de rede nacional da emissora, ampliar o número de afiliadas e posiocionar o meio rádio no mercado publicitário. A CBN também têm destaque sua cobetura espotiva como: Copas do Mundo, Jogos Olímpicos Campeonatos Estaduais, no Campeonato Brasileiro, na Taça Libertadores na Copa Sul-Americana e na Fórmula 1. O site da rádio é http://cbn.globoradio.globo.com/cbn/home/index.asp. Vale a pena conferir a programação 100% jornalística.

Um comentário:

Cláudio Henrique disse...

E ae cara. Po meu, ouvi a CBN de Campinas e a de SP, é muito massa cara. Eles conseguem fazer noticia em uma linguagem propriamente radiofonica, muito boa. A CBN é referencia pro nosso TCC, nao tenho dúvidas. Abraços cara, e passa no meu blog tbm.